Treinador Jacaré


Fatos que você deveria saber sobre o consumo de excessivo de carboidratos

Nos últimos anos temos percebido uma tendência nos treinadores e em seus atletas, culturistas profissionais, em ingerir menores quantidades de carboidratos. A ingestão de carbo tem diminuido mesmo no período de off-season. Sabemos hoje que o excessivo consumo de açucares e carboidratos refinados pode causar resistência à insulina e levar a síndrome metabólica. Além disso, o consumo em grande escala de carboidrato leva a grandes níveis de insulina circulando. Picos de liberação de insulina no plasma sanguineo leva ao acumulo indesejado de tecido adiposo. As gorduras boas, forma de ácidos graxos essenciais é uma boa maneira de manter o nível de calorias alto e impedir o catabolismo mesmo consumindo menores quantidades de carboidrato.

Os ácidos graxos essenciais como o omega-3 e omega-6 são importantes. Interessante que não é necessário suplementar com omega-6, já que conseguimos a quantidade suficiente através da dieta e o excesso desse componente pode levar à doenças degenerativas dentro de alguns anos. Os ácidos graxos encontrados nos óleos de linhaça, de amendoim, de peixe e no azeite de oliva por exemplo, têm uma cadeia de carbono mais curta e o nosso organismo consegui oxida-los facilmente afim de se conseguir energia. Por isso, quem consome menos carboidratos pode e deve consumir um pouco mais de gorduras boas para manter os níveis de energia em alta e continuar queimando gordura corporal.

Saibam que nem sempre o Homem consumiu tanto carboidrato quanto consome atualmente. Vejam alguns fatos interessantes:

O corpo humano parou de se desenvolver há 40.000 anos. Quer dizer, nossos órgãos como fígado, pâncreas, intestino não mudaram nada. A sociedade humana mudou, o Homem evoluiu como ser social, mas não como ser biológico. Nessa época o Homem se organizava em tribos nômades e se alimentava a partir de animais que caçava e algumas raízes que coletava. O Homem lutava com grandes adversidades climáticas, tinha que caçar e matar animais enormes e realizar esforço físico extenuante diariamente.

O Homem era onívoro, praticamente carnívoro. Os únicos povos que comiam mais plantas naquela época eram as civilizações ao longo da linha do Equador. Estudos arqueológicos mostram que esses povos eram menores e mais fracos que o restante de seus contemporaneos.

No período Paleolítico, os povos das planícies desenvolveram suas habilidades físicas por milhares de anos caçando animais selvagens enormes. O Homem dessa época tinha em média 1,83 cm de altura e pesava 100 quilos de puro músculo. Mesmo as mulheres eram mais altas e mais magras nessa época.

Entre 12.000 e 5.000 anos atrás, o Homem começou a se organizar em tribos e percebeu que podia cultivar alguns vegetais sistematicamente. Começava a era da agricultura. No mesmo período o Homem começava a aprender como domesticar alguns animais para come-los depois. Começava nessa época o declínio do corpo Humano. A parti daí o Homem começava a ficar mais baixo e acumular mais gordura a cada milênio. Existem evidencias de que o Homem perdia 1 cm de altura e dois quilos de massa muscular pro milênio.

O advento dos moinhos no século XVIII, os quais pulverizavam os grãos e transformavam em farinha, só trouxe mais prejuízos ao Homem. Alguns antropologistas acreditam que foi nessa época que algumas doenças como a diabetes, alguns tipos de câncer e problemas sérios de coração começaram a aparecer.

Como podemos perceber, o uso de carboidratos refinados e açucares, o consumo de carnes com alto nível de gordura saturada tem feito muito mal à nossa civilização.Tentem evitar um alto consumo de carboidratos, prefiram comer carnes magras como frango, peixes e cortes magros de carne vermelha. Se esforcem para ingerir bons níveis de gorduras boas. É necessário cuidado redobrado na montagem de sua dieta para evitar que erros como esses atrapalhem seus resultados nos treinos e na obtenção de um físico e saúde melhores.


O conteúdo aqui postado é do interesse de informação, em nenhum momento incentiva a prática. Sendo assim a Xamb‘s Gym não se responsabiliza pelos métodos adotados por seus visitantes.

FECHAR