Treinador Jacaré


O BÁSICO DO GH

GH, GH e GH. Todo mundo fala, todos comentam, perguntas e perguntas, uma confusão de respostas. E aí? Usar ou não? Funciona ou é outra enganação? O queixo cresce mesmo? Os dentes separam?

Como também faço parte dos curiosos que nunca utilizaram esse hormônio, e tenho curiosidade sobre o tema, resolvi estudar mais a fundo o assunto.

E porque não repartir com os amigos do Treino Pesado ?

Para começar a falar de Hormônio de Crescimento, o GH (Growth Hormone, a sigla em inglês), vou dizer o que é e o que não é a droga.

Não é um esteróide. É uma substância liberada pela glândula pituitária em resposta à ação do GHRF (Fator de Liberação do Hormônio de Crescimento - ou growth-hormone releasing factor, mais sigla em inglês) liberado pelo hipotálamo. Tem a capacidade de promover a síntese de proteína e aumentar a conversão de carboidrato em energia. Como escreveu o amigo Mick Hart, em seu livro Steroids: The Layman´s Guide, é como se o GH dissesse para você: "Olha, eu vou cuidar de toda a distribuição de proteína do seu corpo. Vou enviá-la para os músculos que você estiver treinando, e ter certeza de que os grupos musculares, estimulados ou não, tenham a dosagem certa no tempo certo".

Outras substâncias são de grande importância na ação anabólica do GH, como os hormônios da tiróide, a insulina e a ingestão de carboidrato.

A liberação do hormônio acontece em fases, no decorrer das 24 horas do dia. Mais da metade da capacidade dessa liberação ocorre durante a noite, nos momentos de sono mais pesado.

Existem duas formas de GH sintético:

Biológica - a primeira a aparecer, elaborada através do tecido das glândulas pituitárias extraídas de cadáveres humanos. Ascellacrin e Crescormon foram os mais populares desses tipos. Hoje em dia são raríssimos, e já não são mais produzidos. Existem alguns boatos de que países do antigo bloco oriental da Europa, os remanescentes da União Soviética, ainda estariam produzindo esse tipo de GH, mas nada confirmado. Muitos dos problemas de saúde atribuídos ao uso de GH foram originados dessas drogas, que apresentavam o risco de carregarem vírus dos corpos utilizados na manufatura.

Cuidado com as opções que aparecem no mercado alternativo, de origem veterinária, com preços muito mais baixos, ou são falsos, ou podem ser desse tipo.

Sintética - as chamadas "recombinantes". Foram desenvolvidas depois de anos de trabalhos com cadeias de aminoácidos. As primeiras versões foram elaboradas pelos laboratórios Genentech, com o nome de Protropin. Algum tempo depois, a empresa Eli Lilly criou o Humatrope, que era considerado uma evolução em relação ao seu antecessor, já que apresentava uma pequena diferença na composição da sua cadeia de 191 aminoácidos, contra os 192 do Protropin. Essa modificação se mostrou muito mais segura e eficiente, sendo o padrão até os dias de hoje.

Assim como os esteróides, existem diversas histórias sobre os terríveis efeitos do uso de GH. E assim como os esteróides, a maioria não tem fundamento, e são originadas dos casos do sobrinho-da-empregada-do-porteiro-do-cachorro-da-mamãe que morreu de GH.

Mas um problema é sério e real. O desenvolvimento de câncer. Se o usuário tiver alguma célula cancerígena, que esteja parada, sem atuar, ao começar o uso de hormônio de crescimento, tal célula pode despertar, e a doença aparecer.

Outro risco, o da agromegalia, que é o crescimento desproporcional das extremidades, como a mandíbula, queixo, mãos, pode acontecer em usuários de ainda em fase de crescimento, e com dosagens absurdas. Alguns amigos, usando a droga, dizem sentir um formigamento nessas regiões, mas nada alem disso. Eu, pessoalmente, nunca vi nenhum caso de alguém com agromegalia em razão da aplicação de GH.

VALE A PENA OU NÃO ?

Não tenho a intenção de dar essa resposta, pelo menos não só com esse artigo. Esse, como já avisei no título, será o primeiro de uma série. Vamos tentar, todos, descobrir se o uso de GH pode ajudar, ou não (como diria Caetano). Mas continuando ...

Muitas pessoas se decepcionam com a droga. E aqui começa a confusão. Do mesmo jeito que os anabolizantes, a ação benéfica do hormônio depende de uma outra série de fatores, como o tipo de treinamento, a dieta e os horários da aplicação. Dosagens consideradas, em termos médicos, seguras, podem chegar a 2ui (unidades) por dia, ou 2ui dia sim, dia não. Isso só vai funcionar se o usuário for um atleta que já esteja com seu nível de gordura abaixo dos dois dígitos. A grande força do GH está na capacidade de conversão de carboidratos e gorduras em energia, o que permite ao usuário aumentar o número de calorias da dieta, e ainda assim não aumentar o percentual de gordura. Consegue crescer, mas com mais qualidade.

Na verdade, em razão do alto custo da medicação, se adota essa prática de 2ui por dia. Não vale a pena. Minha opinião é que, ou você usa a droga direto, ou não. Usar desse jeito, por causa de dinheiro, é burrice. Pelo que se mostra entre os atletas, e aqui não estou me referindo só a quem treina com pesos, mas qualquer atleta, o uso mínimo é de 4 a 6 ui por dia, sendo que os mais radicais, os profissionais do fisiculturismo, podem chegar a 15,16 ui por dia ! E por períodos mínimos de 90 dias.

E o custo da brincadeira? Na farmácia, uma ampola com 4ui de GH vai sair por algo em torno de R$ 140,00. Entre os vendedores do mercado negro, é possível comprar por algo entre R$ 60,00 E R$ 80,00. Vamos considerar o preço de R$ 60,00. Como exemplo, você estaria usando essas 4ui todos os dias, de segunda a sexta, logo 5 dias da semana. Seriam R$ 300,00 por semana, R$ 1.200,00 por mês só de GH. Em um ciclo de 90 dias, você vai gastar só R$ 3.600,00. Isso em um exemplo bem abaixo do que os caras radicais recomendariam para valer. É possível que apareça um conhecido seu com uma fonte de vendas que te faça esse GH baratinho, uns R$ 30,00 por ampola. Desconfie. É muito comum que alguns hospitais, quando o prazo de validade vai chegando ao fim, queimem seus estoques nas mão de gente especializada nesse tipo de comércio. E são esses GHs que aparecem de repente com esses preços. Outro fator é que a substância precisa ser mantida em geladeira. Poucas horas de exposição a temperatura ambiente, e pronto, nada mais de GH, e esses também surgem nas mão dos vendedores a preços bem mais baixos.

Fred Azevedo


O conteúdo aqui postado é do interesse de informação, em nenhum momento incentiva a prática. Sendo assim a Xamb‘s Gym não se responsabiliza pelos métodos adotados por seus visitantes.

FECHAR