Treinador Jacaré


Ginástica, pra que?

Cada exercício tem seu resultado. Antes de escolher uma atividade física, é preciso definir um objetivo. Quem quer emagrecer deve optar por exercícios moderados, como caminhada e hidroginástica, de três a cinco vezes por semana. Os primeiros resultados aparecem em um mês. Os interessados em melhorar a condição aeróbica devem correr, nadar e jogar futebol, por vinte minutos, três vezes por semana. Em dois meses o cansaço diminui. Para definir o corpo, nada melhor que a musculação, com quatro sessões semanais, de uma hora cada. Os gominhos na barriga começam a saltar em dois meses".

Revista Veja, Editora Abril, 19 de fevereiro de 2003.

Parece fácil, não é mesmo? Mas aqui, no Jornal da Musculação e Fitness, a realidade é outra... Sabemos que são necessárias muitas e muitas horas, e porque não dizer anos de dedicação, muito treino, disciplina e força de vontade. Além de alimentação regrada, suplementação específica etc. E a individualidade de cada um cada um como fica? Porque determinado indivíduo tem facilidade em desenvolver certos grupos musculares, e outros uma certa incapacidade? Porque só temos um Arnold Schwarzenneger ou Ronnie Colemam? Seremos todos realmente iguais?

Nesta época de clones e ano do cinqüentenário da descoberta do DNA, muitos são os pesquisadores e estudiosos que buscam na genética uma explicação para tudo isto e outros na engenharia genética, uma possível solução. Quanto a carga genética de cada um influencia seu desempenho esportivo? Há bem pouco tempo atrás esta era um pergunta sem muito fundamento, acreditava­se que apenas treino, dedicação e alimentação eram suficientes para moldarem um campeão. Hoje a ciência demonstra que a genética governa quase tudo em nossas vidas, incluindo um maior sucesso na academia ...

Quem serão os felizardos, que como sugeriu a revista Veja, após dois meses de musculação terão "gominhos na barriga", pois a maioria dos mortais treina, treina, treina e nada dos "gominhos" aparecerem. Muitos são os fatores envolvidos nesta maior ou menor capacidade de desenvolvimento da musculatura abdominal: dieta, índice de gordura corpórea (de fortíssima determinação genética), seleção apropriada de exercícios, séries e repetições que individualmente levariam a um maior crescimento muscular. O segredo para os não felizardos estaria em determinar seu potencial genético, e aí sim escolher exercícios específicos, dieta etc. Parece ficção científica?

Sabemos que as fibras musculares são divididas em rápidas e lentas, e que em geral, temos cinqüenta porcento de cada uma delas, incluindo a musculatura abdominal. Na literatura médica, encontramos alguns trabalhos experimentais que sugerem que a relação existente entre a quantidade de fibras lentas e rápidas teria importante papel na regulação do transporte da gordura corpórea. A obesidade, sério problema de saúde nestes nossos tempos, é caracterizada principalmente pela deposição de gordura na região abdominal; e muitas vezes a deposição de gordura abdominal e o tipo de fibra muscular predominante, além da menor capacidade de utilização da insulina. Este raciocínio poderia ser extrapolado para indivíduos não obesos? Ainda não temos este conhecimento, mas possivelmente sim e neste momento algumas pesquisas estão sendo feitas com objetivo de estudar a capacidade da atividade física em modular a relação entre os dois tipos de fibras e sua relação com um melhor aproveitamento da insulina.

Outro dado relevante está relacionado à ação de uma substância chamada de lipase lipoprotéica. Ela é uma das enzimas responsáveis pela deposição de gorduras no organismo. E encontramos relatos de que quanto maior for sua concentração em determinada região do corpo maior será o depósito de gorduras naquela região; e aparentemente sua ação poderia ser em parte modulada pela testosterona, homens com níveis maiores deste hormônio teriam uma maior capacidade de suprimir a atividade desta enzima.

Finalizando, lembre-se que talvez nem todos possam ser um dia um Amold, mas com certeza todos podem construir músculos. Treine, alimente-se adequadamente e assim você poderá construir uma velhice mais saudável e segura.

Fonte: Jornal da Musculação e Fitness


O conteúdo aqui postado é do interesse de informação, em nenhum momento incentiva a prática. Sendo assim a Xamb‘s Gym não se responsabiliza pelos métodos adotados por seus visitantes.

FECHAR